Vacinação

Para que as vacinas tenham a maior eficácia possível, o pet deve estar em bom estado de saúde geral. Essa condição é avaliada pelo veterinário, através da realização de um protocolo básico pré-vacinal, em que parâmetros básicos de saúde são verificados.

No protocolo básico pré-vacinal, o veterinário realiza a medição da temperatura e observa as condições físicas gerais do animal. O veterinário também poderá fazer algumas perguntas sobre o pet e seu comportamento habitual. Estas perguntas são rotineiras e são feitas para verificar se não há nada de errado com seu animal de estimação.

Sinais como febre, diarréia ou algum tipo de secreção no nariz, nos olhos e/ou nos ouvidos, dentre outras alterações, podem ser indicadores de que a aplicação da vacina deve ser adiada por algum tempo. Isso ocorre devido ao fato que, nos animais com algum tipo de problema de saúde, podem ocorrer falhas da vacinação, em função do organismo debilitado do animal, e este não ficará protegido contra as doenças.

É importante salientar que a realização do protocolo básico pré-vacinal não substitui a consulta veterinária. Se durante esse protocolo, o veterinário observar alterações na saúde do pet que necessitem de tratamento e/ou impeçam a aplicação da vacina, há a necessidade do pet ser submetido a uma consulta, a exames físicos e clínicos mais específicos, minuciosos, complexos e complementares, e não somente à realização do protocolo básico. Isso é feito objetivando a resolução do problema, através da indicação de um tratamento para que, posteriormente, realize-se a vacinação de forma segura e eficaz para o animal.

A realização da vacinação ou não, é sempre a critério do médico veterinário. A observação clínica geral, a decisão de quais vacinas a serem tomadas e o acesso à vacinas de qualidade superior são essenciais para a boa manutenção da saúde do animal, e tais cuidados somente serão possíveis com a ajuda deste profissional. Além de que, a validação da vacinação somente será aceita com o carimbo e a assinatura de um Médico Veterinário.

Quando você pensa que está pagando somente por uma vacina, na realidade você está pagando:

  • Pela realização de um protocolo básico pré-vacinal, para detectar qualquer sinal que possa indicar um problema de saúde;
  • Pela revisão da história médica do seu mascote, através de perguntas rotineiras feitas pelo veterinário, para determinar se existe algum problema que necessite de mais atenção;
  • Por respostas profissionais às dúvidas acerca dos parâmetros verificados no protocolo básico pré-vacinal realizado;
  • Pela informação sobre o risco real das enfermidades e os benefícios da vacinação;
  • Pela assistência e informação nos casos de efeitos adversos das vacinas, como reconhecê-los e como tratá-los para proteger a vida do seu mascote;
  • Pela indicação de um plano vacinal personalizado, de acordo com o estilo de vida e o risco a que seu mascote é exposto;
  • Pela tranquilidade de saber que seu mascote está protegido frente a um número alto de enfermidades muitas vezes fatais;
  • Pela responsável, correta e segura aplicação das vacinas;
  • Pela validação e comprovação da vacinação.
A vacinação é algo mais que uma “picadinha”, é um ato de responsabilidade e amor. E quem é responsável e ama, protege!